O Scriptcase é um poderoso ambiente de desenvolvimento de sistemas web, com ferramentas incríveis e úteis que facilitam a vida de qualquer empresa de construção de software, por isso é posicionado em um lugar privilegiado levando em conta as variáveis de custo/benefício.

Portanto, se precisarmos de desenvolvimento rápido, confiável e escalável, estaremos certamente dando um passo em direção ao Scriptcase, agora, não precisaremos apenas dessa ferramenta para alcançar nossos objetivos, é necessário sobretudo ter boas práticas e uma base analítica prévia, por isso é fundamental iniciar a análise do mais simples ao mais complexo.

O desenvolvimento de software é um processo e, como tal, envolve estágios bem definidos que às vezes queremos pular, tentados pela facilidade que o Scriptcase nos dá de resultados rápidos; Por isso vamos pelo caminho ideal, e é fundamental para isso a documentação básica, a análise da problemática ou a ideia de sistematização entre todos os envolvidos. Não se pode esquecer também dos diagrama de fluxo de dados, relação de tabelas, padronização e generalizações.

Portanto, para projetos bem-sucedidos, modulares e facilmente expansíveis, inevitavelmente precisaremos de um banco de dados bom e estruturado, bem projetado e padronizado, cujos nomes de tabelas e campos sejam curtos, concisos e mnemônicos; documentação básica dos módulos desejados, relatórios, interfaces, modelos de dados, entre outros elementos documentários elementares de todo o desenvolvimento de software, e que de alguma forma marcarão o sucesso do nosso trabalho com a ferramenta Scriptcase.

  • Se você trabalha em equipe, é essencial que todo o grupo esteja em sincronia com o projeto.

A chave, como em qualquer projeto de desenvolvimento, é o planejamento inicial e correto do escopo do sistema, listamos algumas questões básicas:

  • Qual gerenciador de banco de dados usaremos
  • Em quais servidores nós hospedaremos o sistema
  • Quem vai usar o sistema
  • Quais tabelas serão atualizadas usando os aplicativos de formulários
  • Quais serão as variáveis globais e em que local estarão
  • O projeto será multi-idioma
  • Se vamos usar o módulo de segurança
  • Se vamos gerar webservice
  • Quais são os tipos de relatórios usando o aplicativo de grade
  • Que tipo de relatórios em pdf serão necessários
  • Quais classes PHP ou recursos adicionais vamos usar
  • Qual é o tempo de desenvolvimento do projeto e quais recursos nós temos?

E assim, de acordo com o tipo de projeto, teremos nossa própria lista como essa.

Existe então um grupo de definições, antes de encarar um projeto, e não é aconselhável começar a programar sem ter tudo muito claro, mesmo que seja fácil obter resultados rápidos e vistosos no Scriptcase, caso contrário estaremos correndo grandes riscos de ter sistemas difíceis de manter e escalar, então sob nenhum aspecto é aconselhável improvisar. Melhor que se comece de maneira lenta e segura.

Você pode gostar de…

Scriptcase e os Web services

Nesta oportunidade estarei explicando como trabalhar com web services dentro do scriptcase, diretame...

Scriptcase usa MVC?

Talvez você em algum momento já possa ter pensado sobre essa questão,”será que o Scriptcase us...

Como implementar A2F usando desenvolvimento próprio em NodeJS em uma aplicação Scriptcase

No artigo anterior falamos sobre A2F com o Swivel como ferramente externa para integrar nossas aplic...

Comente este post

Receba novos posts, ofertas e muito mais toda semana.

Usaremos as informações fornecidas para lhe enviar newsletter e ofertas especiais por email. Você pode cancelar a inscrição quando quiser, clicando em um link no rodapé de qualquer e-mail que receber de nós, ou entrando em contato conosco pelo e-mail sales@scriptcase.net. Saiba mais sobre nossa Polícia de Privacidade.